domingo, 11 de junho de 2017

Tatuador é detido por tortura ao escrever “eu sou ladão” na testa de jovem de 17

O tatuador Ronildo Moreira de Araújo, 29 anos, e o vizinho Maycon Wesley Carvalho dos reis, 27 anos, foram presos em flagrante por tortura, na noite desta sexta-feira (9), no Centro de São Bernardo do Campo. Eles são responsáveis por tatuar a inscrição “eu sou ladrão e vacilão” na testa de um adolescente de 17 anos. O crime, segundo informações da polícia, foi cometido na manhã desta sexta-feira.
Na tarde deste sábado (10), a juíza da Inês Del Cid, da Vara Criminal de São Bernardo do Campo, decretou a prisão preventiva dos dois.
 
A tatuagem foi filmada com o celular de Maycon e compartilhada no Whatsapp e o vídeo viralizou rapidamente. O detalhe é que o adolescente estava desaparecido desde 31 de maio e os familiares o reconheceram quando também receberam o vídeo do adolescente sendo tatuado na testa.





3 comentários:

Anônimo disse...

Esse adolescente foi roubar o tatuador? Se foi, é essa a justiça do Brasil; prende tatuador e ladrão fica solto!

Anônimo disse...

A Justiça prendeu o tatuador por que alguém a acionou por ele ter cometido um crime; isso não isenta o adolescente de quaisquer crimes que ele - porventura - tenha cometido, mas, se lugar de bandido é na cadeia, o tatuador está no lugar certo...

Direita Ourobranquense disse...

Para fim da impunidade bolsonaro2018